Além da Bíblia, além da vista

photo of glacier during daytime
Photo by Harrison Haines on Pexels.com

Read this page in English

Os cristãos consideram a Bíblia como a Palavra de Deus, mas isso não significa que tudo que provém de Deus está dentro de um livro. Jesus fez também muitas outras coisas. Se cada uma delas fosse escrita, penso que nem mesmo no mundo inteiro haveria espaço suficiente para os livros que seriam escritos” (João 21:25). “Jesus realizou na presença dos seus discípulos muitos outros sinais miraculosos, que não estão registrados neste livro” (João 20:30). Ou seja, muito do que os discípulos viveram com Jesus não está registrado na Bíblia. Então, imagine o que os cristãos experimentaram em mais de 2000 anos; por exemplo, quantas palavras de encorajamento os discípulos de Jesus no mundo ministram em um único dia. Fomos empoderados para continuar as obras que Jesus iniciou. Ao mesmo tempo, tornamo-nos absolutamente dependentes, como um galho depende do tronco da árvore, a fim de produzir frutos, e isso não se refere apenas a números, mas também a experiências pessoais. 

Somos desafiados a crer além do que já está consolidado, a ampliar nossa compreensão, fé e obras. O Senhor advertiu Tomé porque sua fé estava travada. “Então Jesus lhe disse: ‘Porque me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram’” (João 20.29). Muitas vezes, somos carros beberrões que precisam de muito combustível para andar. Uma migalha de Jesus deveria ser suficiente para mim, ou preciso de muito para crer? “‘Sim, Senhor, mas até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos’. Jesus respondeu: ‘Mulher, grande é a sua fé! Seja conforme você deseja’. E naquele mesmo instante a sua filha foi curada” (Mateus 15:27-28).

Também não vou adorar a Deus somente pelo que está registrado na Bíblia. Há muitas grandezas de Deus para serem descobertas, relatadas e, por elas, adorar o Criador. “Jesus fez também muitas outras coisas”. E continua a fazer, em mim, ao meu redor, no meu tempo, na minha Igreja. “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos” (Salmo 19.1). O que Cristo fez é maior até mesmo que nossa imaginação. “Quero trabalhar mais, buscar mais e perceber melhor os movimentos do Senhor perto de mim” (A boa parte, p. 243)

Nossa comunhão com Cristo deve ser como um iceberg, a maior parte não é vista pelos homens. Jesus está trabalhando em nós 24 horas por dia, sete dias por semana. Joarês Mendes Freitas escreveu certa vez: 

Toda porcelana, ao receber a pintura, é levada ao forno e submetida a temperaturas acima de 700 graus para fixar as imagens. O trabalho pode ser repetido várias vezes com uma nova demão de tinta e mais calor, até se alcançar a qualidade e a beleza desejadas. Como filhos de Deus, estamos no meio de um processo pelo qual a imagem de Cristo está sendo formada em nós. … O apóstolo  continua em II Co 3.18: “Estamos sendo transformados segundo a sua imagem com glória cada vez maior.” 

Verdade que algumas pessoas sequer têm vida cristã suficiente para um bom testemunho, mas não vivemos apenas para testemunhar.  Ser mais que os homens conseguem ver é um fio condutor em todo o ensino do Cristo: “Entre em seu quarto, feche a porta”. Como um iceberg, uma pequena parte de minha vida cristã precisa ser vista, para que as pessoas creiam, mas a minha verdadeira vida com Deus está muito além da vista.

Juracy Bahia

Uma resposta para “Além da Bíblia, além da vista”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *